Professor da EESC é anunciado para presidir a Embrapii

O professor João Fernando Gomes Oliveira do Departamento de Engenharia de Produção da Escola de Engenharia de São Carlos (EESC) da USP deverá assumir a Presidência da Associação Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial (Embrapii), conforme declaração feita pelo Ministro da Educação Aloizio Mercadante.

 

foto joaoO documento que cria a Embrapii foi assinado no dia 10 de maio, em São Paulo, na presença dos ministros da Ciência, Tecnologia e Inovação, Marco Antonio Raupp, e da Educação, Aloizio Mercadante, e o presidente da Confederação Nacional da Indústria (CNI), Robson Andrade.

 

Anunciada em março pela presidente Dilma Rousseff, a entidade terá como objetivo fomentar projetos de cooperação entre empresas nacionais e instituições de pesquisa, apoiar projetos na fase pré-competitiva, provas de conceito e os escalonamentos tecnológicos que viabilizam o desenvolvimento dos negócios inovadores.

 

Os próximos passos da Associação serão a constituição de um conselho de administração que será responsável por indicar o presidente e os diretores. Apesar do conselho não ter sido criado, o ministro da Educação adiantou que o presidente da Embrapii deverá ser o professor João Fernando Gomes Oliveira.

 

Para Oliveira, essa indicação significa reconhecimento de sua contribuição com a inovação em empresas desenvolvidas no Núcleo de Manufatura Avançada (NUMA) e no Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT). “Sinto-me muito satisfeito de ter sido convidado. Significa que o trabalho desenvolvido em parceria com muitos colegas tem sido reconhecido e bem aceito. Espero poder continuar contribuindo com o estímulo à inovação se meu nome for mesmo confirmado pelo conselho da Embrapii”, declarou Oliveira.

 

A associação de fundadores é formada por 16 entidades, entre elas a Confederação Nacional da Indústria (CNI), a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) e a Associação Brasileira de Máquinas e Equipamentos (Abimaq).

 

Os recursos alocados pelo governo federal para a associação são de R$ 1 bilhão para 2013 e 2014. Tal montante terá como fonte o Fundo Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (FNDCT) e os parceiros envolvidos. Oliveira deverá ser o responsável por administrar este aporte inicial do governo federal.

 

A previsão é de que nos próximos seis meses seja assinado o decreto que dará à Embrapii o diploma de organização social. O conselho deverá eleger a diretoria e a partir dai será assinado um contrato de gestão entre Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação e a Embrapii, de forma que se possa iniciar a sua operação.

 

 

EESC para você         

Autonomia Universitária

Mais Buscados

Escola de Engenharia de São Carlos da Universidade de São Paulo.