Quatro professores recebem o título de Professor Emérito da EESC

Uma sessão solene da Congregação da Escola de Engenharia de São Carlos (EESC) marcou a outorga do título de Professor Emérito aos docentes Eugenio Foresti, Fazal Hussain Chaudhry, José Roberto Campos e Jurandyr Povinelli. O título é concedido a professores aposentados que obtiveram distinção por atividades didáticas e de pesquisa, ou que tenham contribuído de modo notável para o progresso da Universidade.

 

Emerito-EESC-01-slide

 

“Essa é uma data muito significativa para a EESC e para a USP. É o reconhecimento do trabalho desses quatro docentes que tanto se empenharam para o sucesso da nossa escola. Vocês são exemplos que nos inspiram a continuar nessa empreitada de fazer com que o ensino e a pesquisa na área da engenharia sejam cada vez mais valorizados”, afirmou o diretor da EESC, Paulo Sergio Varoto.

 

O evento foi realizado no Anfiteatro de Convenções Luiz Gastão de Castro Lima, no dia 28 de setembro e reuniu dirigentes e ex-dirigentes da Unidade e da Universidade, representantes de entidades parceiras, professores, servidores técnico-administrativos, alunos e familiares dos homenageados.

 

O vice-reitor Antonio Carlos Hernandes parabenizou os homenageados e lembrou que dirigentes, docentes e servidores como eles devem sempre servir de exemplo a todos. “A construção da excelência da Universidade depende das pessoas, especialmente das pessoas engajadas institucionalmente. Hoje, por conta das mudanças que ocorreram ao longo do tempo, percebemos que o amor pela instituição dos jovens que ingressam na USP está cada vez mais fragilizado. Se queremos manter a excelência da Universidade, a excelência dessa escola, é fundamental que docentes e servidores façam um esforço para fortalecer esse engajamento”, afirmou o vice-reitor.

 

Emerito-EESC-02-800x533

 

Também prestigiaram a cerimônia o pró-reitor de Pós-Graduação, Carlos Gilberto Carlotti Jr.; o vice-reitor da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), Walter Libardi; o vice-diretor da EESC, Antônio Nélson Rodrigues da Silva; e o chefe do Departamento de Hidráulica e Saneamento, Edson Cezar Wendland.

 

Os homenageados

O primeiro a receber a homenagem foi o professor Eugenio Foresti. Além de lecionar na unidade por mais de quatro décadas, Foresti também desempenhou diversos cargos administrativos: foi chefe de departamento, vice-diretor e diretor da EESC. É membro da Academia Brasileira de Ciências e da Academia Nacional de Engenharia. A saudação ao novo Professor Emérito foi feita pela professora Márcia Helena Rissato Zamariolli Damianovic, que foi orientanda de Foresti.

 

Em seguida, a professora Luiza Fernanda Ribeiro Reis apresentou o próximo homenageado, o professor Fazal Hussain Chaudhry. Nascido no Paquistão, o professor iniciou sua carreira no Serviço de Engenharia Militar e no Departamento de Irrigação daquele país. Entre 1969 e 1973, atuou como pesquisador na Universidade Estadual do Colorado (EUA) até que, em 1973, mudou-se com a família para o Brasil. Clique aqui e confira o discurso realizado por ele na solenidade.

 

José Roberto Campos foi o terceiro professor a receber o título de Emérito. Campos recebeu a saudação do colega do Departamento de Hidráulica e Saneamento, Marco Antonio Penalva Reali, que falou sobre sua trajetória na escola e sobre a dedicação com que conciliou o papel de professor e orientador, com diversos cargos administrativos na unidade.

 

O professor Rodrigo de Melo Porto apresentou o último homenageado do dia, o professor Jurandyr Povinelli. Além de uma sólida carreira como docente da unidade, Povinelli também desempenhou diversos cargos administrativos, sendo diretor da EESC de 1995 a 1999. Também exerceu cargos em entidades como o Serviço Autônomo de Água e Esgoto de São Carlos (SAAE) e a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp).

  

65 anos da EESC

O reconhecimento da excelência dos docentes da EESC faz parte das comemorações pelos 65 anos da Escola de Engenharia de São Carlos. Além dos homenageados nesta cerimônia, outros quatro docentes receberam o título: Dante Ângelo Martinelli, Marcius Fantozzi Giorgetti, Swami Marcondes Villela e Rosalvo Tiago Ruffino. A sessão solene de outorga foi realizada no dia 29 de julho.

 

Anteriormente, a EESC já havia entregue o título de Professor Emérito a três outros docentes: Frederico Schiel, em 1976; Hermann Schulte, em 1989; e Ruy Carlos de Camargo Vieira, em 2005.

 

As atividades da Escola de Engenharia de São Carlos tiveram início oficialmente no dia 18 de abril de 1953, quando foi proferida a aula inaugural, no prédio que hoje abriga o Centro de Divulgação Científica e Cultural (CDCC), no centro da cidade. Em 1956, a unidade foi transferida para uma área bem maior onde se constituiu o campus universitário.

 

A partir da década de 1970, as atividades da EESC se intensificaram e deram origem a quatro outras unidades de ensino: o Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC), o Instituto de Física de São Carlos (IFSC), o Instituto de Química de São Carlos (IQSC) e o Instituto de Arquitetura e Urbanismo (IAU).

 

“A EESC é a origem deste campus e por isso tem uma responsabilidade cada vez maior, não só com o desenvolvimento da cidade de São Carlos, mas também de fazer com que as outras unidades avancem de maneira eficiente como tem acontecido nos últimos anos”, reforçou o vice-reitor.

 

Por Erika Yamamoto do Jornal da USP
Fotos: Cecília Bastos/USP Imagens

 

EESC para você         

AlumniUSP

Mais Buscados

Escola de Engenharia de São Carlos da Universidade de São Paulo.