EESC tem representação na Comissão Central de Recursos Humanos da USP

O assessor administrativo da Diretoria da Escola de Engenharia de São Carlos (EESC) da USP, Edmundo Escrivão Filho, assumiu uma cadeira entre os membros da Comissão Central de Recursos Humanos (CCRH) da USP após a designação do reitor da Universidade, Marco Antônio Zago. A nomeação foi publicada no último dia 2 setembro no Diário Oficial do Estado e seu mandato terá duração de dois anos.

 

A vasta experiência do professor do Departamento de Engenharia de Produção (SEP), adquirida em 35 anos de USP, e sua formação nas áreas de administração e gestão de recursos humanos agregaram-lhe competências que estão diretamente alinhadas aos objetivos da Comissão e contribuíram para sua indicação. Para Escrivão, o colegiado tem um papel muito importante por cuidar de interesses e da carreira dos servidores técnicos e administrativos, ainda mais por que as atribuições serão exercidas de forma autônoma, atendendo às demandas da Reitoria, comunidade acadêmica e sindicatos de forma democrática.

 

eesc professor edmundo site

“Sinto-me honrado pelo convite, por estar na Comissão e ser um representante da EESC e das demais unidades do campus da USP em São Carlos. Minha proposta é estar aberto ao diálogo com os servidores e seus representantes sindicais”, destacou o docente.

 

Além de Escrivão, também foram nomeados os professores André Luiz Fischer, da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade (FEA), e Cecilia Olivieri, da Escola de Artes, Ciências e Humanidades (EACH), como titulares, e Ana Cristina Limongi-França e Graziella Maria Comini, da FEA, além de Flavia Trentini, da Faculdade de Direito de Ribeirão Preto (FDRP), como suplentes.

 

A Comissão é composta pelo coordenador da Coordenadoria de Administração Geral (CODAGE) na qualidade de presidente, pelo diretor geral do Departamento de Recursos Humanos e por três docentes, assim como por três representantes eleitos dos servidores técnicos e administrativos, todos com seus respectivos suplentes.

 

Compete à CCRH definir políticas e diretrizes para a Administração de Recursos Humanos da USP, promover a atualização, revisão e aperfeiçoamento da estrutura da carreira, do plano de classificação de funções, da estrutura salarial e da jornada de trabalho dos servidores técnicos e administrativos.

 

Em concordância às atribuições, os membros da CCRH devem fornecer subsídios que permitam preservar o equilíbrio salarial dos servidores técnicos e administrativos, julgar, em última instância, recursos relativos a propostas de enquadramento, prestar assessoria técnica no planejamento de programas de capacitação e treinamento de mão de obra, além de assessorar as unidades ou órgãos na aplicação das diretrizes de recursos humanos. “A Comissão reflete a preocupação da atual Reitoria e a necessidade em desenvolver uma nova política de recursos humanos”, salientou Escrivão.

 

Essa é a terceira vez que a EESC tem membros na CCRH desde a criação da Comissão. Já integraram o grupo os professores do Departamento de Engenharia de Estruturas (SET) João Carlos Barreiro, o qual atuou entre 1990 e 1992, e a professora Helena Maria Cunha do Carmo Antunes, em 1995 e 1996. Ambos chegaram a assumir a vice-presidência da CCRH, respectivamente nos anos de 1991 e 1996.

 

A posse dos novos membros ocorrerá no dia 5 de outubro, na Reitoria da USP, em São Paulo.

 

Por Keite Marques da Assessoria de Comunicação da EESC
Foto: Keite Marques

 

EESC para você         

AlumniUSP

Mais Buscados

Escola de Engenharia de São Carlos da Universidade de São Paulo.