USP em São Carlos inaugura Centro de Inclusão Social com atividades educacionais à comunidade

Foi inaugurado na última sexta-feira, dia 14, no campus 2 da USP em São Carlos, o Centro de Inclusão Social USP São Carlos (CIS – USP SC), com o objetivo de promover a educação de comunidades em situação de vulnerabilidade socioeconômica que residem no município são-carlense, atendendo prioritariamente os moradores que vivem nas proximidades da Universidade.

cis 1 site

O CIS está em consonância com o Programa Aproxima-Ação, Programa de Educação Sócio Comunitária da Pró-Reitoria de Cultura e Extensão Universitária (PRCEU) da USP, tendo como Comissão de Implantação os docentes da Escola de Engenharia de São Carlos (EESC), José Marcos Alves e Carlos Goldenberg, e do Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC), Eduardo Marques e Seiji Isotani.

 

Os contemplados pelas ações do Centro terão acesso inicialmente à Biblioteca da Prefeitura do Campus (PUSP-SC), ao ensino de inglês, matemática, robótica, evolução moral individual, ética profissional e progresso social para jovens. Posteriormente serão disponibilizadas vagas de capacitação profissional em tecnologia de informação e inclusão digital para adultos.

cis 4 site

Segundo Alves, a proposta de criação do Centro começou com uma referência do Projeto Pequeno Cidadão, que está implementado no Campus 1 desde 1997, em uma parceria com a empresa KPMG. Ele comentou que as comunidades de bairros carentes sentem-se distantes, possuem poucas informações ou desconhecem a USP, sendo muito importante que existam inciativas como essa em outros campi.

 

“As atividades tiveram início como projeto piloto, e o número dos alunos e das bolsas de estudos poderão crescer através do apoio e recursos da Universidade para o desenvolvimento das atividades educacionais. A previsão é de que em breve os cursos de capacitação profissional em tecnologia de informação e inclusão digital serão incrementados através de parcerias já existentes”, comentou o docente.

 

O professor Isotani comentou que o projeto é semelhante ao seu trabalho de pesquisa em o Laboratório de Computação Aplicada à Educação, desenvolvido no ICMC, e isso o motivou a contribuir com o Centro. “O que se tenta com o projeto é fazer com que o aluno seja mais ativo, desempenhando atividades não expositivas que o obrigam a pesquisar, buscar ferramentas, explorar conteúdos. Isso acaba motivando o aluno”, salientou o professor.

cis 2 site

Nesse primeiro momento o projeto piloto conta com 12 alunos, sendo seis da Escola Estadual Professor Bento da Silva César e da Escola Estadual Attília Prado Margarido, localizadas nos bairros Jardim São Carlos V e Jardim Parque Santa Felícia, três dos alunos formados no Projeto Pequeno Cidadão que atualmente estudam no colégio Interativo e mais três alunos do Projeto Pequeno Aprendiz, vinculados à uma parceria com o Instituto de Física de São Carlos (IFSC).

 

Ana Julia Martins Araújo, de 15 anos, estuda na Escola Atília e foi escolhida pela professora de matemática para participar das atividades do Centro. “Fiquei muito animada e logo me interessei nos cursos de exatas e inglês por serem importantes”, afirmou. Ela também comentou que nunca havia frequentado as dependências internas de uma universidade. “É muito legal estar dentro da universidade! é tudo grande e tão bonito”, destacou a estudante.

 

A inauguração contou com a primeira aula de inglês, parceria com o curso de inglês online Read In. As aulas ocorrerão presencialmente em uma sala da Universidade Virtual do Estado de São Paulo (Univesp), conveniada à USP, com uma completa estrutura multimídia. Na ocasião também estiveram presentes prestigiando o lançamento algumas autoridades e convidados que apoiam o projeto. Ao fim das apresentações foi servido um coffee break aos participantes.

 

O diretor e idealizador da Read In, Hélcio de Pádua Lanzoni, comentou que a primeira aula é muito importante para que o projeto tenha sucesso, já que os primeiros alunos serão os multiplicadores do aprendizado. “A língua estrangeira é um caminho essencial para aproximar e ingressar os alunos na universidade. A nossa metodologia visa oferecer uma ferramenta de uso em curto prazo, pois concentra-se na leitura, sendo possível aplicar o primeiro módulo completo em cerca de um semestre”, explicou Lanzoni. 

cis 3 site

A estudante Nayara Cristine Brandão Feliciano, de 15 anos, disse estar cheia de expectativas com as aulas de inglês e as novas oportunidades que poderão surgir ao final do curso. Ela é ex-participante do Projeto Pequeno Cidadão e atualmente estuda no Colégio Interativo, após ter conquistado uma bolsa de estudos. “Além de aprender coisas novas, o curso irá contribuir para o meu futuro na Universidade, pois são matérias exigidas no vestibular e que irei aplicar para toda vida”, comentou.

 

Atualmente o projeto conta com o apoio institucional da USP através da PUSP-SC, da EESC, do ICMC, do IFSC, do Instituto de Química de São Carlos (IQSC), do Instituto de Arquitetura e Urbanismo (IAU), do Centro de Divulgação Científica e Cultural (CDCC), do Centro de Pesquisa em Óptica e Fotônica (CEPID – FAPESP), do Centro de Matemática e Estatística Aplicadas à Indústria (CEPID – CeMEAI), da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) e de empresas como a Intel, Cisco e Projeto Novo Guia / Pet Terapia.

 

Inicialmente os alunos serão escolhidos pelas escolas para participarem do projeto, de acordo com a disponibilidade de vagas e turmas. Interessados em saber mais sobre o CIS-USP SC podem acessar o site www3.eesc.usp.br/cis.

 

Texto e fotos: Keite Marques da Assessoria de Comunicação da EESC

EESC para você         

AlumniUSP

Mais Buscados

Escola de Engenharia de São Carlos da Universidade de São Paulo.