Engenharia de Produção

Apresentação

 

O curso de Engenharia de Produção da EESC, criado em 1972, é um dos pioneiros no Brasil.

O ingresso é realizado por meio de exame vestibular da FUVEST, oferece 50 vagas, integral, com duração de 5 anos. A Engenharia de Produção é um curso que privilegia competências associadas à gestão de ambientes produtivos, portanto, é procurada por quem busca uma formação integrada entre as áreas de ciências exatas e humanas.

A proposta pedagógica e algumas condicionantes de nosso curso (interação com o corpo docente, estrutura curricular, mobilização discente, infraestrutura física, entre outras) proporcionam aos nossos alunos a possibilidade de incrementarem suas formações e gerarem um diferencial, muito reconhecido pelo mercado, envolvendo participação em atividades de ensino (ex: monitorias); projetos de pesquisa (ex: bolsas de iniciação científica); de extensão (ex: EESCJr.); estágios supervisionados; trabalhos de conclusão de curso aplicados, antecipação de disciplinas de pós-graduação (mestrado), realização de estudos especiais; participação em convênios de intercâmbio com instituições estrangeiras.

 

Disciplinas

 

Nos dois primeiros anos, o aluno obtém uma formação básica comum às engenharias, com destaque especial para os conhecimentos em Matemática e Física. Durante este período, o aluno desenvolve os alicerces para o raciocínio lógico, a habilidade na utilização da linguagem matemática e a capacidade de solução de problemas, diferenciais importantes para o profissional de engenharia. Paralelamente, o aluno entra em contato com o exercício de sua futura profissão por meio da: introdução à Engenharia de Produção , problemas típicos da área e visitas técnicas. O segundo e terceiro anos trabalham os conteúdos relacionados à base tecnológica do Engenheiro de Produção, cuja principal ênfase em nosso curso é a metal mecânica.

Nos dois últimos anos, o discente completa o desenvolvimento das habilidades necessárias para a atuação profissional na Engenharia de Produção por meio de um processo de aprendizagem teórico-prático nas áreas de Engenharia de Operações, Logística e Processos da Produção; Pesquisa Operacional; Engenharia da Qualidade; Engenharia do Produto e do Trabalho; Engenharia Organizacional; Engenharia Econômica; Engenharia da Sustentabilidade e destacando-se o Trabalho de Conclusão de Curso.

 

Extracurricular

 

O curso de Engenharia de Produção apoia e incentiva a realização de atividades extracurriculares como meio efetivo de incrementar a formação de seus alunos.

As várias formas de comunicação, a agilidade na resolução de problemas técnicos/científicos e administrativos, o empreendedorismo e a criatividade são alguns bons exemplos de características desenvolvidas pelo corpo discente ao participarem de atividades extracurriculares, tais como:

• Iniciação Científica

• Bolsa Trabalho

• Pró-Produção

• Competições e Prêmios Acadêmicos

• Empresa Júnior

• Experiência Internacional

• Organização de Eventos

• Congressos Acadêmicos

• Visitas técnicas a empresas

• Projetos de cultura e extensão

• Centro Acadêmico

 

O profissional

 

Compete ao Engenheiro de Produção realizar o projeto, a implantação, a operação, a melhoria e a manutenção de sistemas produtivos integrados tanto de bens como de serviços, envolvendo pessoas, materiais, tecnologias e informações. Esse profissional também analisa as implicações destes sistemas com a sociedade e o meio ambiente, buscando uma visão holística de todo o processo. Sua formação especifica em áreas como: gestão integrada, técnicas e sistemas de apoio a tomada de decisão, métodos de melhoria e mensuração da eficácia e da eficiência dos sistemas produtivos, permite sua atuação numa ampla gama de atividades em organizações de diferentes naturezas responsáveis por todo o ciclo de vida de um produto ou serviço. Dessa forma, pode-se inferir que o Engenheiro de Produção possui um dos mais amplos mercados para atuação profissional.

 

O Engenheiro de Produção possui uma formação que lhe permite atuar numa ampla gama de setores industriais, organizações e empresas, tais como:

• Indústrias de manufatura, no sentido mais amplo do termo, de bens de capital até bens de consumo, do avião à caixa de fósforos, do agronegócio à microeletrônica, da extração de minérios à cooperativa de artesanato, da automotiva à construção civil;

• Organizações e empresas de serviços das mais diferentes naturezas: consultorias, instituições financeiras, órgãos da administração pública, ONGs, hospitais, operadores logísticos, empresas de transportes de cargas e passageiros, de informação e comunicação, universidades etc.

O valor do Engenheiro de Produção tem sido reconhecido pelo mercado de trabalho e sua visão sistêmica e integradora que perpassa as áreas de estratégia, operação, planejamento, financeira e de mercado, permite que novos campos e funcionalidades de atuação lhe sejam abertos, proporcionando uma empregabilidade sustentável. Destaca-se ainda a possibilidade empreendedora para esse perfil profissional, que vem sendo uma opção crescente nos últimos anos.

 

 

icone botao mais

 

          Homepage do curso

EESC para você         

AlumniUSP

Mais Buscados

Escola de Engenharia de São Carlos da Universidade de São Paulo.