Engenharia de Computação

Apresentação
 

 O curso é uma parceria entre a Escola de Engenharia de São Carlos-EESC e o Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação-ICMC, com duração de cinco anos. São 50 vagas, com opção no vestibular. Seu objetivo é a formação de profissionais plenamente capacitados para exercer atividades relacionadas com áreas de interface entre engenharia elétrica e ciências da computação. Acompanhando as rápidas mudanças observadas em diversos setores da atividade econômica, são oferecidas aos alunos por intermédio de disciplinas complementares, ênfases para o aperfeiçoamento do perfil profissional em Sistemas Embarcados, Sistemas de Comunicações e Computação Móvel, Sistemas Computacionais Avançados e Robótica. A proposta contempla um perfil diferenciado em relação a diversos cursos de engenharia de computação já implantados no país e faz uso da ampla experiência pedagógica, científica e tecnológica da EESC e do ICMC. A matriz curricular proposta atende às recomendações do perfil profissional sugeridas pelo Conselho Nacional de Educação. Atende também aos requisitos da política adotada pela USP de ampliar a gama de serviços de qualidade oferecidos à sociedade brasileira.

 

Disciplinas

 

A matriz curricular do curso é dividida em blocos de disciplinas com objetivos comuns, contemplando disciplinas de formação geral, profissionais e livremente escolhidas pelo aluno para estabelecer um perfil especializado. O Núcleo Básico é constituído por um grupo de disciplinas que reúne Física, Matemática, Química, Humanidades, Administração e Economia. O Núcleo Profissionalizante proporciona um perfil fortemente baseado em engenharia eletrônica, computação e áreas de interface, e engloba o conteúdo das áreas de: Processamento digital de sinais, Microeletrônica (projetos de circuitos integrados analógicos e digitais), Circuitos digitais, Robótica e automação, Telecomunicações, Engenharia de Software, Sistemas Computacionais Distribuídos, Computação Gráfica, Banco de Dados, Hipermídia e Multimídia, Programação Matemática. O Núcleo de Especialização é composto por conjunto de disciplinas de livre escolha, compreendendo as seguintes ênfases: Sistemas Embarcados, Sistemas de Comunicações e Computação Móvel, Sistemas Computacionais Avançados e Robótica.

 

Extracurricular

 

Compreendem a participação dos alunos da Engenharia de Computação em atividades como os projetos Mini-Baja, Fórmula SAE, Milleage, AeroDesign, Warthog Robotics, FoG, Iniciação Científica e Tecnológica e outros similares. Também faz parte das atividades extracurriculares dos alunos a participação nas semanas de eventos. O Integra Elétrica é um evento de uma semana temática que reúne professores, alunos e profissionais de engenharia elétrica em atividades de cunho acadêmico e social tais como palestras, cursos, debates, exposições, apresentações, atividades culturais e confraternizações. A Semana da Computação é um evento anual que tradicionalmente conta com a participação dos alunos da USP, Universidade Federal de São Carlos, Engenharia de Computação e Informática, além de profissionais da área de computação.

 

O profissional

 

O cenário atual exige profissionais que exibam em seu perfil aspectos importantes como iniciativa, criatividade, capacidade de comunicação, liderança e motivação para empreendimentos. Essa visão contempla conhecimentos técnicos, mercadológicos, empresariais, financeiros, além de aspectos éticos da aplicação dos conhecimentos; relações sociais e respeito ao meio ambiente. As áreas de atuação estão situadas na interface científica e tecnológica entre a engenharia elétrica/eletrônica e a ciência da computação. O profissional deve atuar em áreas da engenharia eletrônica, computação, telecomunicações, microeletrônica, automação, tecnologia da informação, processamento de voz, som e imagem, inteligência artificial, robótica, engenharia de software, redes de computadores, sistemas computacionais distribuídos, computação paralela e de alto desempenho, banco de dados e ferramentas auxiliadas por computador.

 

Palavra do Profissional

 

O engenheiro de computação se destaca por sua versatilidade aliada ao seu conhecimento técnico-científico: não basta conhecer bem um determinado assunto, é necessário saber transmiti-lo e saber aplicá-lo na resolução de problemas.

O engenheiro de computação tem condições de atuar em diversos segmentos e isso força uma constante busca por atualização técnico-científica. A versatilidade da formação permite ao engenheiro de computação atuar tanto em hardware como em software, o que o torna um profissional bastante solicitado pelo mercado.

O mercado, de modo geral, reconhece o valor do engenheiro de computação, o que é refletido em uma ascensão natural na carreira. Há um vasto campo de possibilidades, especialmente em áreas de desenvolvimento de software, hardware, telecomunicações e sistemas embarcados. A boa formação, o gosto pela profissão e a seriedade nas suas ações, são pontos que, certamente, facilitam a obtenção de um bom emprego.

 

 

 

icone botao mais

 

           Homepage do curso

EESC para você         

AlumniUSP

Mais Buscados

Escola de Engenharia de São Carlos da Universidade de São Paulo.