Engenharia Civil

Apresentação

 

O curso de engenharia civil da EESC iniciou suas atividades em 1953, tendo ao longo de mais de cinco décadas de existência formado profissionais com uma sólida base conceitual, e aptos a atuar nas diversas especialidades da engenharia civil. Os engenheiros civis diplomados pela EESC têm se destacado ocupando postos de relevância em empresas públicas e privadas, bem como na área acadêmica em docência e pesquisa. A EESC forma um engenheiro civil pleno, isto é, com total capacidade de envolver-se em qualquer área de aplicação da engenharia civil. São ministradas disciplinas optativas livres em todas as especialidades da engenharia civil, permitindo ao aluno complementar e aprofundar os conhecimentos adquiridos nas disciplinas obrigatórias. Nesse contexto, a partir de 2008, foi introduzido o Certificado de Estudos Especiais em Engenharia de Transportes e em Engenharia de Estruturas, os quais podem ser requeridos pelo aluno que cursar disciplinas relacionadas em subconjuntos dessas especialidades.

 

Disciplinas

 

As disciplinas do Curso de Engenharia Civil estão divididas em três grandes grupos: disciplinas básicas, disciplinas de formação geral e disciplinas profissionalizantes. Nos dois primeiros anos de curso são ministradas as disciplinas básicas e de caráter geral para a engenharia: matemática, física, química, computação, introdução à engenharia civil e introdução à filosofia da ciência, bem como algumas disciplinas profissionalizantes: geomática, isostática, resistência dos materiais, fenômenos de transporte, desenho e materiais de construção.

Para abranger todas as áreas da engenharia civil, as disciplinas do 3° ao 5° ano ficam, em sua maioria, sob responsabilidade de quatro departamentos (Engenharia de Estruturas - SET, Geotecnia - SGS, Hidráulica e Saneamento - SHS, e Transportes - STT), e do Instituto de Arquitetura e Urbanismo - IAU. Além das disciplinas obrigatórias, ha um grande número de disciplinas optativas livres, as quais complementam e aprofundam o conteúdo das disciplinas obrigatórias.

 

Extracurricular

 

Em decorrência do amplo engajamento da EESC em pesquisas voltadas a todas as especialidades da engenharia civil, o aluno pode se candidatar aos programas de Iniciação Científica, com bolsas fornecidas pelos órgãos de fomento à pesquisa.

O aluno pode também participar do programa de monitoria, com bolsa concedida pela EESC, para atuar junto às disciplinas da graduação.

No campo profissional, existe uma empresa sediada na EESC, chamada EESC Jr, que capta projetos, os quais são posteriormente desenvolvidos pelos alunos com assistência dos professores.

No campo social, esportivo e cultural, várias são as atividades promovidas pelo CAASO (Centro Acadêmico Armando Salles Oliveira), CEFER (Centro de Educação Física Esportes e Recreação) e Centro Cultural.

 

O profissional


O engenheiro civil é um profissional com ampla formação multidisciplinar e é o responsável pelo planejamento, projeto e execução de obras de infraestrutura em todos os seguimentos. Assim, tem como atribuição profissional projetar, construir, analisar e enfrentar os problemas relacionados a edificações, pontes, barragens, túneis, fundações, contenção e estabilidade de taludes, abastecimento de água, recursos hídricos, controle de cheias, aproveitamentos hidrelétricos; irrigação e drenagem, tratamento de água e esgoto, disposição de resíduos sólidos e controle da poluição hídrica, infraestrutura de transportes, portos, aeroportos, vias navegáveis, estradas, planejamento e operação de transportes.
 

Palavra do profissional

A Engenharia Civil tem, de alguma forma, relações com todas as atividades humanas, notadamente com a Arquitetura. De fato, o arquiteto se preocupa com a funcionalidade e a estética da obra. O engenheiro civil se preocupa com a materialização da obra e com sua segurança, confiabilidade e durabilidade. Deve projetar e fiscalizar todas as etapas da construção ou da reforma. Deve conhecer os materiais de construção da superestrutura e os materiais naturais que compõem o maciço geotécnico de apoio da estrutura, as ações atuantes funcionais e ambientais e o destino ou ocupação da construção. Com base nesses dados, desenvolve o projeto da obra, dimensionando e especificando as estruturas, as instalações elétricas, hidro-sanitárias e de gás. No escritório de obra, chefia as equipes, supervisionando os prazos, os custos e o cumprimento das normas de segurança, saúde e meio ambiente. Cabe-lhe garantir a segurança e confiabilidade da obra, exigindo que os materiais empregados estejam de acordo com as normas técnicas em vigor. O grande desafio é a tomada de decisão sob condições de incerteza: a avaliação dos riscos considerando as exigências mínimas de fator de segurança e probabilidade de ruína das normas vigentes.

Nelson Aoki

 

 

icone botao mais

 

          Homepage do curso

EESC para você         

AlumniUSP

Mais Buscados

Escola de Engenharia de São Carlos da Universidade de São Paulo.