BNDES desenvolve primeiro modelo para credenciamento e financiamento de soluções tecnológicas

A Escola de Engenharia de São Carlos (EESC) da USP recebeu na última quarta-feira, dia 7, no Núcleo de Manufatura Avançada (NUMA), a apresentação do novo serviço de credenciamento e financiamento de soluções tecnológicas do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

 

eesc bndes bannerA proposta inovadora do BNDES visa facilitar e apoiar as transferências de tecnologias que estejam prontas – patenteadas ou não – para empresas interessadas. O início do funcionamento deste novo serviço está previsto para agosto deste ano.

 

A convite do professor Daniel Capaldo Amaral, do Departamento de Engenharia de Produção da EESC, a palestra contou com a presença do senhor Edson Moret de Carvalho, chefe do Departamento da Área de Operações Indiretas do BNDES, e dos funcionários do Banco Luciana Surliuga e Breno Albuquerque, os quais apresentaram o funcionamento do novo serviço, bem como as informações operacionais gerais para sua utilização.

 

O credenciamento das tecnologias será realizado através do Portal de Soluções Tecnológicas do BNDES – que estará disponível também em agosto. Depois de avaliados e aprovados, os produtos ficarão a mostra para as empresas, as quais deverão procurar um agente financeiro, que são os bancos públicos ou privados, para aprovar e concluir a transação.

 

Segundo Carvalho, a ideia nasceu após a realização de um estudo do Banco sobre a competitividade de produtos brasileiros, o qual revelou ser a tecnologia aplicada uma das características mais fortes de nosso mercado. “Este fator possui um bom apoio para o desenvolvimento, porém não tanto para a distribuição. O novo produto do BNDES foi desenvolvido diretamente para apoiar a parceria na aquisição das soluções tecnológicas”, afirmou.

 

Os fornecedores de tecnologia podem ser universidades, centros de pesquisas, empresas de base tecnológica, institutos etc. O BNDES poderá financiar as despesas que estejam envolvidas no processo de fornecimento da tecnologia, como o pagamento da mão de obra envolvida na adaptação e customização, ou na instrumentação de equipamentos, ensaios, testes, insumos, viagens e treinamentos ao usuário final (no caso de softwares).

 

eesc palestra bndesPara pautar a utilização do serviço, o Banco definiu o conceito de solução tecnológica como uma aplicação que esteja voltada para satisfazer as necessidades de criação ou de modificação de um produto ou de um processo produtivo para empresa adquirente. Desta forma, alguns requisitos para as pesquisas devem ser observados, como ter aplicação imediata, personalização e autonomia de uso por parte do comprador.

 

De acordo com o professor Amaral, a USP contém muitos grupos de pesquisa consolidados, os quais têm conhecimentos e propriedades intelectuais – como patentes, métodos, protótipos etc. – com potencial para gerarem soluções tecnológicas. “Tais grupos poderiam contar com mais este serviço para apoiar as suas ações de relacionamento com as empresas e auxiliar na difusão desses conhecimentos na sociedade”, destacou o docente. Este tipo de fomento ajuda ainda a criar um mercado de tecnologia, pois também pode estimular a figura do “professor ou pesquisador empreendedor” e incentivar a formação de grupos de pesquisa com perfis de tecnologia aplicada.

 

No momento, os interessados podem realizar o pré-credenciamento de soluções tecnológicas, para compor os produtos que estarão disponíveis no lançamento do serviço. Para tal, basta encaminhar mensagem para O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. , intitulada Formulário. Não é necessário constar as informações da pesquisa no corpo do texto, pois após o contato inicial serão encaminhados os documentos de inscrição e orientações pertinentes para o devido preenchimento do formulário, que deverá ser reencaminhado para o mesmo endereço de e-mail.

 

 

Por Keite Marques, da Assessoria de Comunicação da EESC

EESC para você         

Autonomia Universitária

Mais Buscados

Escola de Engenharia de São Carlos da Universidade de São Paulo.