Prêmio Capes: Teses da EESC estão entre as melhores

Pelo terceiro ano consecutivo, a Escola de Engenharia de São Carlos (EESC) da USP está entre as instituições de ensino contempladas pelo Prêmio Capes. Na edição de 2013, uma tese foi premiada e outros dois trabalhos receberam menção honrosa.

 

O vencedor foi o pesquisador Rui Marcos Grombone de Vasconcellos, ex-aluno do programa de Pós-graduação em Engenharia Mecânica da EESC e atualmente professor na Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" (UNESP). Ele receberá certificado, medalha e uma bolsa de pós-doutorado.

 

Intitulada "Caracterização e detecção da não linearidade associada à folga em sistemas aeroelásticos", a tese foi defendida em agosto de 2012 e produzida com orientação do professor Flávio Donizeti Marques, do Departamento de Engenharia Aeronáutica da EESC.

 

A pesquisa premiada trata de um assunto de grande relevância na Engenharia Aeronáutica, pois apresenta uma metodologia desenvolvida para a detecção e identificação de não linearidades em sistemas aeroelásticos, como folgas em superfícies de comando de aeronaves, a partir de poucas medidas experimentais ou dados de voo.


Durante o trabalho de doutorado, Vasconcellos esteve por um ano no Department of Engineering Science and Mechanics da Virginia Polytechnic Institute and State University, sob a supervisão do professor e coorientador Muhammad R. Hajj, o que contribuiu muito para sua pesquisa. “Acredito que, acima de tudo, a premiação é resultado da dedicação e cooperação de pessoas especiais que aparecem em nossas vidas. Não posso deixar de agradecer meu orientador e meu coorientador na Virginia Tech e também meu colega de trabalho no período sanduíche, o qual costumo chamar de irmão, Dr. Abdessattar Abdelkefi”, declarou o pesquisador. Ele é graduado em Física pela Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), mestre pelo curso de Engenharia Mecânica da EESC e doutor por este mesmo curso, com ingresso em 2008. Neste ano, também recebeu menção honrosa do Prêmio Destaque USP.

 

Segundo o professor Flávio Marques, essa cooperação entre a USP e a universidade norte-americana rendeu ótimos frutos. “O doutorando teve contato com várias técnicas de análise de sistemas não lineares, que alavancaram enorme contribuição já publicada em três periódicos de alto impacto. Além dos experimentos realizados na Virginia Tech, o aluno – de volta ao Brasil – desenvolveu experimentos mais avançados que garantiram uma investigação ampla do problema em questão”, contou Marques.


Desde a criação do prêmio, em 2006, a Escola de Engenharia recebeu destaque em seis edições, entre elas cinco prêmios de melhor tese.

  

Menções Honrosas

 

Foram destacados os trabalhos de doutorado de Vinicius Amorin Sobreiro, ex-aluno do Programa de Pós-graduação de Engenharia de Produção da EESC e professor na Universidade de Brasília (UnB), e de João Paulo Pascon, aluno do Programa de Pós-graduação de Engenharia Civil (Engenharia de Estruturas) da EESC e docente do Departamento de Engenharia de Materiais da Escola de Engenharia de Lorena da USP.

 

Com o título “Proposta de uma heurística construtiva baseada na teoria das restrições para definição de mix de produção” a tese desenvolvida por Sobreiro obteve menção honrosa na área “Engenharia III”. Defendida em 2012, a pesquisa teve orientação do professor Marcelo Seido Nagano, do Departamento de Engenharia de Produção da EESC.

 

A tese de Vinícius apresentou um novo método de solução para um problema encontrado nas empresas, que é a definição do mix de produção. “A relevância e contribuição do trabalho para a comunidade científica foi o desenvolvimento e a apresentação de um novo método de solução para o problema, sendo que o método desenvolvido obtém solução de altíssima qualidade com tempo computacional menor quando comparado aos melhores métodos existentes da literatura especializada”, destacou o orientador.

 

Já a pesquisa de Pascon foi destacada na categoria “Engenharias I” com o título “Sobre modelos constitutivos lineares para materiais com gradação funcional exibido grandes deformações: implementação numérica em formulação não-linear geométrica”. Com orientação do professor Humberto Breves Coda, do Departamento de Engenharia de Estruturas da EESC, a tese foi defendida em 2012.

 

Segundo Coda, a tese de João Paulo versa sobre plasticidade e dano em grandes deformações em materiais com gradação funcional. “Sua importância está relacionada, principalmente, à modelagem numérica de novos materiais aplicados na indústria aeroespacial. Assim, pretende-se evitar acidentes aeroespaciais como o ocorrido nas missões dos ônibus espaciais norte-americanos. A existência de códigos computacionais preparados para tal tipo de análise ainda é incipiente, tornando o trabalho de doutorado realizado na EESC uma referência internacional para esses estudos”, declarou o docente.

 

A entrega do prêmio e as homenagens às menções honrosas acontecerão no dia 10 de dezembro, às 18 horas, na sede da Capes, em Brasília, DF.

 

Por Nathália Nicola, da Assessoria de Comunicação da EESC

EESC para você         

Autonomia Universitária

Mais Buscados

Escola de Engenharia de São Carlos da Universidade de São Paulo.