Graduados da EESC recebem prêmio Crea-SP de Formação Profissional

Nove alunos da Escola de Engenharia de São Carlos (EESC) da USP receberam, no último dia 13, o prêmio Crea-SP de Formação Profissional, que homenageia os graduados que se destacaram nos cursos de Engenharia, oferecidos por instituições de ensino superior do Estado de São Paulo.

 

Foto: Divulgação Crea-SPForam premiados os alunos André Luiz Verucci da Cunha (Engenharia de Computação) Arthur Valadares de Freitas Santos (Engenharia Mecânica), Edson Luis Geraldi Junior (Engenharia Elétrica), Guilherme Meyer (Engenharia de Produção Mecânica), Gustavo Licht Fortes (Engenharia Civil), Leticia Franco Leonel (Engenharia Ambiental), Luciano Coutinho Caldas (Engenharia Elétrica) e Matheus Mestrinelli (Engenharia Aeronáutica).

 

A entrega do prêmio aconteceu na Sede Angélica do Crea-SP, com a presença dos formandos, familiares, amigos e professores das entidades de classe registradas no Conselhos.

 

Compuseram a mesa diretora dos trabalhos o presidente do Crea-SP, Francisco Kurimori, o vice-presidente Jolindo Rennó Costa, o diretor de educação do Conselho, Osmar Barros, o coordenador do Crea-SP Jovem, Carlos André Gyori, o reitor do Instituto Mauá de Tecnologia, José Carlos de Souza Junior, e o diretor da Escola Politécnica da USP, José Roberto Cardoso.

 

Para o presidente do Crea-SP o que muda um país não é a economia, é a inteligência, o estudo e a educação das pessoas. “Temos aqui os melhores alunos que terão condição de nos ajudar a melhorar ainda mais o país”, comentou Kurimori durante a entrega do prêmio.

 

Guilherme Meyer recebe o prêmio entregue pelo presidente do Crea-SP, Francisco Kurimori. Foto: Divulgação Crea-SP.Guilherme Meyer, um dos alunos premiados da EESC, acredita que o prêmio é uma motivação para encarar os desafios profissionais com a mesma excelência com que foi conduzia a graduação. “Para mim, é um reconhecimento do empenho e dedicação de cada formando, somados ao incentivo familiar e ao apoio dos amigos. São os resultados proporcionados de uma jornada de estudos que se inicia muito antes de nosso ingresso na Universidade”, destacou Meyer.

 

Apesar das dificuldades enfrentadas no início do curso, André Cunha, graduado em Engenharia de Computação (curso oferecido em parceria com o Instituto de Ciência Matemáticas e de Computação da USP), receber a homenagem foi uma forma de valorização de seu esforço. “O prêmio do CREA foi totalmente inesperado. Quando entrei na universidade tive muita dificuldade com as matérias iniciais, achando que nem conseguiria me formar, mas com o apoio de meus amigos e familiares eu consegui”, comentou Cunha.

 

Felizes com a premiação, os alunos acreditam que essa homenagem trará um diferencial na carreira profissional. “Esse prêmio acaba sendo uma referência importante, especial àqueles que estão se inserindo agora em um mercado de trabalho tão competitivo como o da atualidade”, lembrou Artur Valadares.

 

Por Nathália Nicola, da Assessoria de Comunicação da EESC

EESC para você         

Autonomia Universitária

Mais Buscados

Escola de Engenharia de São Carlos da Universidade de São Paulo.